Fechamento

Constitui habilidade auditiva fundamental para a compreensão de mensagens degradadas, ou seja, quando partes do seu todo estão ausentes ou codificadas em símbolos ilegíveis ou em unidades sonoras incompreensíveis.

A memória auditiva constitui fator determinante neste processo de reconhecimento auditivo, haja vista que identificar o que não está legível demanda alguma vivência com o estímulo em questão, como, por exemplo, familiaridade com o vocabulário ou mesmo com o padrão de fala, como dialetos. Por outro lado, pelo fato da degradação do estímulo (também caracterizado como estímulo de baixa redundância) também poder advir de ambientes desfavoráveis à escuta, como salas de aula barulhentas, processos atencionais tornam-se recursos cognitivos indispensáveis.

Dessa forma, danos de natureza cognitiva, como os que afetam atenção e memória, são condições que interferem sobremaneira no desempenho da habilidade auditiva de fechamento.

Anúncios